domingo, 19 de janeiro de 2014

Respondendo aos E-mails....

Olá queridos!

Bem, eu vou responder hoje à alguns e-mails, tinha muito tempo que eu não visitava a caixa do Santuário, mas sabem como é, às vezes a dúvida de uma pessoa pode ser a de mais pessoas.

Seu Nome:         Sheilla
Menssagem:     como faço para acabar com karma?

Resposta: Não acaba!!!

Gente, eu já mencionei sobre as Leis Universais no post anterior, uma dessas leis é a lei do karma e a do dharma.

O que acontece é o seguinte: todo o saldo negativo de nossas vidas ficam guardadinhos, prestes à serem pagos. Você não tem como para a roda da vida... você faz, você paga!

Como assim? Você não quer arcar com as consequências dos seus atos? Parte crucial de existir é ter responsabilidades, e essa é uma delas.

Conselho: pense muito bem antes de fazer uma coisa, não adianta você ficar batendo pezinho com a vida, como se fosse uma criança pirracenta e mimada, porque isso simplesmente não vai mudar o que a vida é.... se você não pagar nessa vida, paga na próxima; e se não pagar na próxima, paga na outra... e assim indefinidamente!

Seu Nome*:      Maria Silva
Menssagem*:  saber sobre minha vida

Resposta: Gente, titia Hyvi não tem como adivinhar! Se vocês não me disserem o que, exatamente vocês querem, eu não tenho como responder.....

Seu Nome:         Thiago Calcagno
Menssagem:     Olá Hyvi, adorei seus posts, já li a maioria, mas tem algo que eu não acho nem em sites ou em blogs, enfim, pesquisando me deparei com semelhanças entre algumas deusas e Lilith, muitas dessas deusas mencionadas pela wicca, o que me surpreendeu ainda mais. Resolvi pesquisar mais, e num site(wiccano) que considero bastante confiável li que Lilith representa a libertação do poder, do individualismo, força, entre outros. Só conclui que cada história contradiz uma outra. Me sentiria extremamente agradecido com a exposição de seus conhecimentos sobre o comentado.

Resposta: Obrigada Thiago, vou dar uma breve explicada e vou deixar aqui uma dívida com você, e um compromisso, vou procurar mais sobre isto. Mas vou explicar-lhe um pouco o por quê dessa confusão.

O que acontece é o seguinte, Lilith é um conceito retirado das mitologias hebraica e babilônica, ela faz parte da bíblia.

*Pra quem não sabe, Lilith é a primeira esposa de Adão, ela foi feita do mesmo material de Adão, para que fosse sua companheira, igual. Mas Lilith não se sujeitou a viver sem a luz do conhecimento, ela questionou a regra imposta por Deus para viver no paraíso (a de não comer do fruto proibido e a de se sujeitar à Adão). Ela saiu do paraíso, e por esse motivo Deus criou a Eva das costelas do Adão, exatamente para que ela aceitasse a submissão.
**1°- Essa versão poderia ser negada pela grande maioria, alegando ser fantasiosa, se não fosse por dois fatores muito importantes, o qual mostra no antigo testamento hebreu trechos claros sobre a sua existência de fato (na Bíblia, não na vida real).
No primeiro capítulo do Livro de Gênesis, versículo 27, está escrito que: "Deus criou o homem à sua imagem e semelhança; criou-o à imagem de Deus, criou o homem e a mulher". porém no segundo capítulo versículo 18: "O Senhor Deus disse: "Não é bom que o homem esteja só; vou dar-lhe uma ajuda que lhe seja adequada." e é apenas no versículo 22 do segundo capítulo que Eva é criada: "E da costela que tinha tomado do homem, o Senhor Deus fez uma mulher, e levou-a para junto do homem".[1] É possível que no primeiro capítulo a mulher criada seja Lilith e levando em consideração o versículo 23: "Disse então o homem: Esta, sim, é osso dos meus ossos e carne da minha carne! Ela será chamada mulher, porque do homem foi tirada." podemos verificar na expressão de Adão: "...esta sim, é osso dos meus ossos e carne da minha carne!..." a afirmativa de existência de outra criatura que não era qualificada como mulher e que não se podia se submeter a ele pois era independente, estava no mesmo nível de criação, a mesma altura de Adão. Em algumas traduções o texto "esta sim..."  aparece como "agora sim, esta ..."  o que não parece ser um erro de tradução mas uma evidência da afirmação na narrativa.

2°- Na Bília atual ela aparece no livro de Isaías 34:14: "E as feras do deserto se encontrarão com hienas; e o sátiro clamará ao seu companheiro; e Lilith pousará ali, e achará lugar de repouso para si." Nas traduções recentes da Bíblia a palavra Lilith é substituída por demônio ou bruxa do deserto.
Caso você procure este versículo na sua bíblia, já posso adiantar que não irá encontrar o nome dela, somente a bíblia hebraica se refere á ela. Na versão usada no Brasil (João Ferreira de Almeida) esta da seguinte forma, "...os animais noturnos ali pousarão..."

Sendo demônio ou não, na arte e também na literatura ela é tida como símbolo do feminismo e de querer direitos iguais para ambos sexos.

***Depois que Deus criou Adão, que estava sozinho, Ele disse: "Não é bom que o homem esteja só"(Gênesis 2:18). Ele então criou a mulher para Adão, da terra, como Ele havia criado o próprio Adão, e chamou-a de Lilith. Adão e Lilith imediatamente começaram a brigar. Lilith disse: "Por que devo deitar-me embaixo de ti? Por que devo abrir-me sob teu corpo? Por que ser dominada por ti?" Contudo, eu também fui feita de pó e por isso sou tua igual." Quando reclamou de sua condição a Deus, ele retrucou: "Eu não vou me deitar abaixo de você, apenas por cima. Pois você está apta apenas para estar na posição inferior, enquanto eu sou um ser superior." Lilith respondeu: "Nós somos iguais um ao outro, considerando que ambos fomos criados a partir da terra". Mas eles não deram ouvidos um ao outro. Quando Lilith percebeu isso, ela pronunciou o Nome Inefável e voou para o ar. Adão permaneceu em oração diante do seu Criador: "Soberano do universo! A mulher que você me deu fugiu!".

Ao mesmo tempo Deus enviou três anjos para trazê-la de volta. Os três anjos foram insistiram que ela voltasse e ameaçaram afogá-la, porém ela se recusou a voltar, sendo assim condenada por Deus a perder cem filhos por dia. Desde então, para proteger os recém-nascidos da influência de Lilith, seria necessário colocar amuletos com o nome dos 3 anjos (Snvi, Snsvi, and Smnglof), lembrando-a de sua promessa.

Eva teria então sido criada a partir de Adão. Como outra interpretação diz que ela (Lilith) juntou-se aos anjos caídos quando se casou com Samael que tentou Eva ao passo que Lilith tentou a Adão os fazendo cometer adultério. Desde então o homem foi expulso do paraíso e Lilith tentaria destruir a humanidade, filhos do adultério de Adão com Eva, pois mesmo abandonando seu marido ela não aceitava sua segunda mulher. Ela então passou a perseguir os homens, principalmente os adúlteros, crianças e recém casados para se vingar. Outras histórias referem-se a ela como surgida das trevas ou como um demônio do mar e não como igual ao homem.
Infere-se pelos textos e por amuletos medievais que ela era uma superstição comum entre os camponeses. Deixar esculturas dos 3 anjos que a perseguiram para fora do Éden, Sanvi, Sansavi e Samangelaf, protegeria os bebês recém-nascidos (uma proteção necessária por 8 dias para homens e 20 dias para mulheres) e impediria que seus maridos fossem seduzidos por Lilith a cometer adultério(prática de Sucubismo).
Por ela, segundo a lenda, ter se revoltado contra Deus, ela se juntou aos demônios (para nós basta dizer com o lado negro da força) e portanto não existe uma ligação estreita dela com a wicca.

Seu Nome:         Lucas Frittzes
Menssagem:     Duvidas. Por Favor, me ajudem!

Olá, como já deve ter visto, me chamo Lucas, e estou passando por um momento muito critico, e sinto que tenho uma ligação, não só com a wicca, mas com o "mundo da magia", acredito que uma vez bruxo, sempre bruxo, pois não há outra explicação para as coisas que eu fazia quando pequeno. Desde sempre, me interessava por esoterismo sem mesmo saber o que era, sem nenhuma instrução de ninguém da minha família, sempre fui amante de cristais, tinha caldeirões, baús, "varinhas mágicas", eu me lembro que eu colocava no meu caldeirão tinta, glitter, tudo que tinha e achava mais "místico" e com essa mistura, pintava minha varinha magica dizendo que assim, ela se tornaria mais forte, todos os meus familiares me contam que, obviamente, tirava algumas coisas dos desenhos animados (minha única referência sobre magia) como colocar capas, fingir estar voando em vassouras e etc, mas porém, com o meu conhecimento de hoje, percebo que fazia magicas sem instrução nenhuma, eu tinha uma mesinha que falava que era o meu altar, nela tinha no centro o meu caldeirão e junto dela tinham colheres de pau, cristais, incensos, e quando me lembro do meu altar de quando era pequeno eu percebo que sem instrução alguma tinha montado em casa um digno altar wiccano, me lembro que meditava na frente dele, me lembro que sempre gostava de ir muito ao meu sítio, observar os animais, sentir a terra molhada, e no meu sítio tinham umas colheres de pau grandes (que eram maior que eu, obs: na época tinha 4/5 anos) eu pintava elas, fazia com elas desenhos no chão e enquanto fazia esses desenhos mentalizava algumas coisas que eu queria, eu lembro que eu pedia para colocar fogo dentro de um caldeirão e eu ficava com minha varinha magica andando em volta dele falando palavras magicas (que eu inventava na hora), sempre tive a curiosidade de tentar adquirir o dom de ver fadas e dragões, uma vez eu passei o dia inteiro recitando "NYAM TOHO RENGE KO" no meu quarto e era frustrante para mim não adquirir o dom e etc. O texto pode ter ficado um pouco confuso, mas e porque eu não sei como descrever, eu fazia minhas magias, agia como um bruxo, tinha um altar com elementos da natureza e tudo isso sem instrução, e só sei que fazia essas coisas bruxas agora que já li muito sobre, e quando (aos 7 anos) que descobri que através da wicca poderia me tornar um "bruxo de verdade" (eu não sabia que sempre fui...) me agarrei aos livros, aos estudos, a tudo que pudesse me fazer tornar um "bruxo de verdade" e quando eu fiz uns 12 anos, passei a encarar isso como um objetivo, como uma coisa séria e a minha família não gostou nenhum pouco, pois eles, mesmo mostrando o que é a wicca de verdade, acham que eu irei me tornar um ser ruim, achando que doarei meu corpo para que alguém faça magia negra, eles ficam com esse preconceito e pré-conceito arcaico com a religião, e eu não quero desistir de me aproximar mais da arte. Hoje tenho 13 anos e não acho que sou novo para praticar a religião, pois desde pequeno tenho essa ligação muito forte, e eu não sei o que faço, as únicas coisas que eu posso fazer tenho que fazer escondido e essas coisas acabam sendo feitas de qualquer jeito, e não quero fazer as coisas para mim e para a deusa de qualquer jeito, e é agora que eu preciso da ajuda de vocês, como eu posso me dedicar a arte de uma maneira "decente"?
OBS.: lembrando que sou menos de idade e que não adianta falar sobre isso com a minha família.
POR FAVOR, ME AJUDEM , obrigado.

Resposta: Meu querido! Eu é que tenho que tomar lições com você!!
Bem, você é menor e por esse motivo não pode viver em um ambiente de brigas e discursões, quando eles se abrirem converse, você precisa pedir! Pedir às deidades para que o ajudem a conversar, encontrar uma maneira de falar e fazer sua família entender que você não pretende ir para “o lado negro da força”, lembre-se: tudo que é falado com amor, é ouvido com amor!
Você já sabe fazer os rituais e as palavras mágicas e essas coisas... é só você se concentrar em meditar mais, antes de fazer uma meditação, faça uma oração às deidades e ao seu xamã, acenda incensos de uma dessas fragrâncias: cânfora, benjoim, cedro, cravo-da-índia, kamarc, lótus, mirra, ópio, patchouli, ou outro de sua preferência. Peça, peça para que eles os guiem em sua jornada, diga que você precisa relembrar o que há muito fora perdido e confie, eles vão te ajudar.

Faça isso antes de dormir, antes das suas meditações... com o tempo as coisas vão se ajeitando, você verá.... e você relembrará muita coisa!
Boa sorte! E qualquer coisa entre em contato comigo no facebook que a gente conversa melhor!

Seu Nome:         Corinne Hemsi
Menssagem:     Desfazer magia negra sempre estudei e sou uma atuante solitária de magia, magia que faz bem aos outros, procurando benefícios á natureza, animais e melhora nos sentimentos da humanidade tão perdida (penso eu) ultimamente. Mas como o ser humano que acredita e não tem força não está imune aos poderes do mal, alguns são atingidos, gostaria de saber se existe alguma forma de desfazer algum feitiço da magia negra não feita contra minha pessoa necessariamente, mas á alguém querido?
Atenciosamnete Corinne

Resposta: Corinne, nós costumamos tomar algumas providências preventivas quanto à isso. É importante sempre ter espelhos pendurados às portas e janelas, garrafas da bruxa próximos a porta de entrada, fazer uma limpeza energética (pelo menos) mensal, ter plantas para esse fim, e alguns animais também...
Quando o mal está feito, bem primeiramente eu precisava saber qual tipo de magia foi feita, como não sei, vou recomendar que você abra o círculo, acenda o seu caldeirão, pegue a foto da pessoa (antes do ritual pinte atrás da foto de preto) e faça uma prece às salamandras, para que elas procure a pessoa, liberte essa pessoa do feitiço e queime a foto.
Antes é legal você sentar e escrever a sua prece, com rimas e tudo que achar necessário! Não esqueça de pedir a permissão prévia, nem de pedir licença e ajuda de Dijin, qualquer dúvida veja o post sobre magia natural sobre o fogo.

Boa Sorte!

Espero que todos tenham gostado!

Um grande beijo à todos e muitas bênçãos....






2 comentários:

Postar um comentário