segunda-feira, 7 de junho de 2010

Uma lição...

Participem da promoção do Santuário e ganhe um livro, saiba mais! Vá em MURAL


Uma Lição, aprendam o que não fazer!


Bem, vamos ao que interessa!

Estava lendo uma crítica feita a uma bruxa, cujo o nome não é necessário citar, que me fez refletir bastante, principalmente depois de ter lido a resposta.

Uma leitora pediu para que a bruxa celebrasse uma iniciação, mas estava sem dinheiro, a resposta imediata da bruxa foi: “no pain no gain”, nada se consegue sem trabalho ou seja, se ela não pagasse, nada feito! Essa outra leitora mandou uma crítica bem pesada a bruxa por inúmeros motivos, a resposta da bruxa foi perfeita; mas esse trecho.... realmente... tenho que dar o braço à torcer!

Aqui no Santuário qualquer pessoa tem livre passagem, nada é cobrado, nem mesmo minha atenção. Tem vezes que fico no MSN com meus leitores de manhã, dando conselhos e conversando sobre a vida, mesmo!

Hahaha... pelo contrário, meu blog tem me feito é gastar dinheiro! Essa semana mesmo, comprei um livro (que foi uma aquisição, uma dádiva dos Deuses) do Eliphas Levi e essa semana que está começado, devo voltar à livraria para comprar mais dois. Tudo isso tirando tempo para ler os livros, pesquisar algumas outras questões menores, que pode ser pela internet; sentar, escrever para o blog... nossa! É realmente cansativo!

Uma coisa citada pela bruxa foi: que você sempre deve fazer algo para receber outra em troca, para que as energias estejam sempre girando e mantendo seu ciclo.

Galera! Vocês já devem estar carecas de saber que nasci e fui criada num lar cristão, o que deve desqualificar totalmente em minhas práticas (não sei ué!). Mas eu sei que você, que vem ao Santuário, que dedica 10 minutinhos do seu dia para “ouvir” o que eu tenho a dizer e depois reflete mais 2 minutinhos sobre isso por dia, sabe que a WICCA por excelência não é isso!

A Wicca nunca foi uma religião elitista, nunca teve templos, nem dízimos! Nuca teve a pretensão de despertar a ganância e a cobiça do ser humano; a não ser, que seja pelo conhecimento e sabedoria. Que é, (ou pelo menos deveria ser) o objetivo de todo wiccano. Exatamente por isso caiu no esquecimento e passou longos anos em meio à essas brumas.

Fico feliz por ter dinheiro, pernas e meios de ir a livraria para comprar meus livros; de ter inteligência para procurar, encontrar, ler, absorver e passar tudo isso à vocês. “O que vocês me dão?”

Motivação para estudar, felicidade de aprender, força para buscar e o objetivo de ser não a melhor, mas única! (como todo ser humano deve ser!) Ganho sabedoria e conhecimento, compartilho experiências e dôo um pouco de mim, contribuindo com um mundo melhor... existe coisa melhor que isso?

Isso não conta?

Para mim isso é mais valioso que qualquer quantia em dinheiro!

Não serei hipócrita ao ponto de dizer: “Eu não quero ganhar minha vida escrevendo para bruxos, para você, para mim, para qualque um, para as pessoas evoluírem!” Sim, eu quero! Por mim, passaria todos os próximos dias da minha vida lendo, escrevendo e vivendo disso! Contudo, por enquanto estou feliz com o que tenho, e galgo para que um dia isso se transforme em realidade.

Amar aos Deuses, parte do princípio de amar e respeitar a toda forma de vida: insetos, plantas, animais, os elementos, homens... tudo. Entendo que ninguém dá valor ao que vem de graça; que você é uma bruxa que tem toda uma redação e outros compromissos empresariais mais importantes que “meia dúzia de adolescentes idiotas” que te deram o lugar em que está hoje.

Já que você adora citar a bíblia, por que não pega o exemplo daquele grande homem, aquele cara lá que dizem ser o messias, aprenda com ele a humildade, o amor ao próximo e o respeito por todos que a clamam. Isso é divino! Isso é a verdadeira alma pagã!

Pena que nem toda sua tradição familiar wiccana, não te ensinaram: a nunca cuspir no prato que comeu (e que ainda come). Dádivas são presentes, devem compartilhadas, mas nos são tirados, como brinquedos nas mãos de crianças desobedientes, pelos nossos pais, nuca se esqueça que quanto mais alto, maior é a queda!

Evolução, realmente! Evolução! Quem disse que a evolução é sempre positiva?

Devemos, precisamos e temos a obrigação de não sermos hoje como fomos ontem, cada pessoa evolui de acordo com sua vontade e grau de aprendizagem. Fato! Mas não existe um limite que nos diga o certo, o errado e nos obriga a andar por caminhos duvidosos (talvez seja isso que esteja acontecendo).

Em todas infantis, até mesmo no Shrek, não é legal colocar um papel na frente de nossos sonhos, e atribuir a ele poderes. O dinheiro corrompe e destrói, esse é o verdadeiro demônio. Quanto mais se tem, mais quer, e quanto mais se quer menos se dá!

Para mim esse círculo vicioso é pior que uma pessoa embevecida de poder. Pois ele te trás uma noção errônea de poder! Esse poder é tão irrisório, tão tênue, tão fútil! Não caia nas armadilhas... não se omita a elas, é necessário força para vencê-las e nunca mais irás atribuir poder àquilo que não é seu de direito! Pois quando vimos ao mundo só trazemos nossos dons, nossa capacidade de aprender e ter fé. O resto? Hahaha... o que seria? Vaidade! Orgulho!

Não, não... hoje me sinto muito mais bruxa que qualquer outro bruxo, porque NADA, absolutamente NADA, fica acima da minha sede de aprender e da vontade de ver a face das Deidades, de ser digna de seus dons.

Nós precisamos aprender a matar nossos monstros, você mesma diz que devemos enfrentar nossos medos! Tenho certeza que um dia estarei no seu lugar, mas desde já rogo sabedoria àqueles que tanto me ensinaram e que cuidam de mim.

Espero que essa lição sua fique para todos wiccnos iniciantes e antigos também, pois não é só com as vitórias que aprendemos, muito pelo contrário!

Saiba que todas as vezes que converso com a Deusa e o Deus peço para que eles a ajudem, mas sei que para isso é necessário que você queira, o que eu não vejo!



Meus querido leitores, fica aí para vocês a dica! Espero que vocês aprendam com esse exemplo! Que seus cominhos sejam na verdade, na sabedoria, no respeito e no amor!

Sigam abençoados e na luz!



1 comentários:

Postar um comentário