segunda-feira, 24 de maio de 2010

Saber viver e pedir...

No sábado passado eu e as meninas do meu serviço estávamos falando sobre bem x mal, elas se espantaram com minha visão sobre esse tema. Bem, eu acho muito interessante a visão do ser humano quanto a isso!

O impressionante a capacidade das pessoas jogarem as suas culpas e responsabilidades em cima de outras pessoas, situações, enfim, qualquer coisa que as eximam.

Eu sou uma bruxa! Sei muito bem que existem pessoas que não são felizes e que só por isso não aceitam que os outros também sejam. Não precisa ninguém me dizer isso! Mas chega ser até irônico, pessoas que se intitulam “pessoas do Deus vivo” temendo às magias negras e atrocidades do “Demônio”.

Eu não temo a Diabo, não temo às magias negativas! Sei que elas existem, mantenho minha vida correta, minha mente sadia e faço, sempre que possível, rituais de limpeza e proteção para a minha casa! Além disso, sei muito bem quando estou passando por alguma coisa que plantei, ou quando enviaram algo para mim!

Sempre vejo as pessoas falando que o Satanás fez isso, que fez aquilo, que tudo é culpa dele... e quando paro para analisar, a única culpa é da própria pessoa que não se respeita ou planta certas coisas...

Se seu namorado é um galinha com certeza quando vocês se casarem ele terá uma porção de amantes. Se a sua namorada é uma mercenária, a probabilidade de ela te trocar por um cara que a mal trata, mas que é cheio da grana é de quase 100%. Esses são alguns exemplos em que o demônio ou feitiço algum tem culpa!

É óbvio que as pessoas mudam, mas essa mudança provém de amadurecimento. Não conheci ninguém até hoje, que conseguiu mudar a outra pessoa; vejo pessoas que incentivaram e inspiraram outras pessoas a procurarem o melhor para si.

Eu mesma sou um exemplo, quando conheci meu namorado eu não queria nada com a vida, queria beber, sair e beijar na boca... as coisas foram acontecendo, certos lugares e pessoas que antes era a maior curtição, agora já não me fazia bem... sabe quando você vai a um lugar, a única coisa em que você pensa é na hora que estará fora dali, então era assim que eu me sentia. Pode ter certeza que meu namorado não me mudou, eu que amadureci com a ajuda dele! Sempre que vejo uma pessoa ficando com outra pensando que irá muda-la, fico muito sensibilizada, porque sei que isso não ocorre por ninguém! É um processo de dentro para fora, que acontece de acordo com a nossa necessidade!

Quando uma pessoa se engana dessa forma só posterga uma dor, sem necessidade.

Outra coisa muito interessante a observar é o foco que damos a nossa vida.

Quando conheci Raphael, eu andava com três meninas lá do pré-vestibular. Uma delas havia ficado com um cara logo na primeira semana, depois que ele usou, se cansou e terminou com ela. Ela vivia fazendo as coisas para atormentar ele, e ele por sua vez, nem dava a mínima, Eu e o Rapha voltamos namorar e ela virou-se para mim e disse: “Ahhh... amiga, fala sério! Você é tão bonita! Ele é tão feio!”; foi aí que uma das meninas que sempre andavam com a gente falou: “Preste bem atenção no que eu te digo, quando você procura beleza numa pessoa, você não pode cobrar nada dela além da beleza, afinal de contas, não era a qualidade que você queria?”, e ela ficou calada.

É exatamente isso que acontece! Quando você procura dinheiro, não pode reclamar que você não tem saúde, porque a única qualidade que você deseja é o dinheiro; quando você quer saúde não pode reclamar que não é feliz, porque você só desejou a saúde... e assim por diante!

Eu costumo chama r isso de “MAGIA DA VIDA”.

Você precisa saber pedir!

Quando você pede um companheiro para a vida toda num ritual, você pode estar pedindo um filho; quando pede fidelidade, pode estar pedindo um cachorro... as Deidades não tem obrigação de saber que é um marido. Quando você pede para acabarem suas dores de cabeça, pode ser que você fique cego e sem dores, porque você em nenhum momento especificou o que você queria!

É necessário saber pedir, saber o que você quer!

Nós precisamos aprender a saber dar foco, na quilo que queremos. Distinguir o que é obra de forças alheias, daquilo que plantamos. A vida é simples, mas muito detalhista!

***************************

Espero que vocês tenham gostado dos textos de hoje e que sirva para que possamos enxergar e enfrentar melhor nossas vidas!

Beijinhos e até a próxima!



3 comentários:

Postar um comentário