terça-feira, 23 de março de 2010

Mabon...

Olá meus queridos!

NUNCA MAIS RECEBI COMENTÁRIOS, estou triste com vocês!!!

Estou aqui hoje postando para vocês uma festividade wiccana, já que tenho sido tão relapsa quanto a isso. Hoje vou falar do Mabon que ocorreu dia 18 de março (este ano). Festival esse que marca o início do Outono.

Mabon

Como já disse acima, este é o primeiro dia de Outono. Mas, além disso, esta data assinala a colheita. Por isso é importante deixar a sua casa bem enfeitada com coisas que lembrem este tema; espigas de milho, ramos de trigo, pinheiros, são boas sugestões. Estes símbolos contêm uma ligação direta com os antigos povos, que cultivavam seu próprio alimento, e também fazem com que conectemos nossas energias (e a de nossas casas) com antigos rituais.

Nesta data o Deus e a Deusa tornam a ter a mesma importância, é hora de terminar a colheita que se iniciou no Lugnasadh. A Deusa contempla o Sol, que nesta data começa a enfraquecer, o Deus começa a se preparar para deixar o mundo físico para rumo ao mundo espiritual, com a certeza que renascerá do ventre de sua amada mãe e consorte.

Este é um dia de banquete, um dia de festejarmos sem nos esquecermos dos mais velhos e aqueles que necessitam de cura. Devemos aproveitar ao máximo a face amorosa do Deus.

Para aqueles que querem fazem um banquete nesta data, priorize os grãos, frutos e vegetais, pães são sempre bem vindos. Quanto aos rituais, são aconselháveis todos os que dizem respeito a cura e prosperidade, ou aqueles somente de agradecimento.

Incensos: cravo, patchouli, mirra, maçã, benjoim e sálvia.

Cores: marrom, verde, laranja e amarela. (Cores outonais no geral).

Pedras: cornalina, lápis-lázuli, safira e ágata amarela.

Ervas: benjoim, madressilva, malmequer, mirra, folhas e cascas de carvalho

Beijinhos e até a próxima...


3 comentários:

Postar um comentário