domingo, 27 de setembro de 2009

Uma pincelada em torno da Magia Negra...

Este post de hoje dedicado a um parceiro que se transformou em um amigo, o dono do blog “A Cela de um Anjo Caído”, o Bleeding Angel, que tomo a liberdade de chamar carinhosamente de “Anjinho”. Ele é um de meus maiores leitores, sei isso por meu blog ter sido considerado por ele “um blog de cabeceira”, e quando ele sugeriu esse tema, não teria como não atendê-lo.

Anjinho, obrigada pelo carinho, também adoro o seu blog e a maneira de você se expressar, o admiro muito... bem, dedicatória feita, vamos ao que interessa!

Acredito que a melhor forma de explicar algo, é comparando com outras coisas mais conhecidas. Desta forma, vou falar um pouco das outras magias para que vocês entendam suas diferenças. Ok?!

Magia Natural

É aquela que utiliza as energias naturais primordiais – Terra, Ar, Água e Fogo – para que possamos compreender os mistérios da vida. Portanto, um mago natural tem como instrumentos de trabalho os ventos, as tempestades, os rios, mares, cachoeiras e toda a manifestação da natureza.

Seu único objetivo é conhecer-se a si mesmo, melhorar-se e conhecer o universo a sua volta, desvendando os mistérios por aqueles que já habitavam o Universo antes de nossa criação.

Esse tipo de magia é, acima de tudo, uma forma de aprendizado. Ele é considerado, por nós bruxos, o mais importante e poderoso.


Magia Popular

É aquele realizado sem fins religiosos, mas por um bem necessário, como: cura, proteção, amor, paz, prosperidade, etc...

Os magos populares, geralmente, a praticam por ser uma tradição cultural, mas não os importa conhecer os “mistérios”.

Quando um mago popular está desempregado, por exemplo, ele faz um feitiço para arrumar um emprego. Ele não se preocupa com as questões religiosas, ou os mistérios.


Magia Religiosa

É aquela feita com o auxílio, ou em honra às Deidades. No geral, os magos religiosos querem e se preocupam pelos mesmos objetivos mágicos de um mago popular, mas diferente destes, procuram também, os “mistérios”.

Por mais que ele sejam religiosos, isso não impede que eles pratiquem a magia natural, ou que pegue embasamentos de magia popular e os integre em seus rituais. Os magos religiosos cultuam e respeitam a natureza, e por isso, não lhes é negado esse “acesso”, bem como para magos populares, mas esses últimos não costumam se interessar por este assunto.


Magia Negra

Muito se ouve fala sobre este assunto, mas poucos sabem o que realmente significa a tal MAGIA NEGRA. Então, vou tentar falar de uma forma simples para que vocês consigam entender.

Nós paganistas, não gostamos de nomeá-los como tal, mas esta denominação para eles é válida, portanto eles são sim bruxos.

Mas o que é a magia negra?

Magia negra é toda aquela feita no intuito de prejudicar, ferir, manipular, matar, enfim, causar algum mal a alguém ou alguma coisa!

Como assim?

Os praticantes desta arte têm a péssima mania de não saber lidar com a derrota, fracasso ou um simples Não. Para isso eles manipulam o livre arbítrio dos outros, para submetê-los as suas vontades. Amaldiçoam, causam-lhes doenças, entre outras coisas. Vou exemplificar com algumas situações:

1ª. Teve um longo período de estiagem em Niterói, de repente chove. Só que havia uma festa para o bruxo “X” ir, então, ele faz um feitiço para a chuva cessar. Sem se importar nos impactos ambientais que essa atitude pode causar.

2ª. Uma bruxa “Y” se apaixona por um rapaz. Ele tem namorada, e é apaixonado por ela. Vendo que ela não tem chances com ele, ela faz um feitiço para obrigá-lo a ficar com ela. Sem se importar se ele realmente quer isso.

3ª. “Z” é uma bruxa negra, pediu dinheiro emprestado para sua amiga, que mora junto com ela, mas essa amiga não quis emprestar. Ela faz um feitiço para que ela fique doente, só de raiva.

Essas situações são apenas hipóteses, mas ilustram a mentalidade e as atitudes de um mago negro.

O “mecanismo” da magia funciona de uma forma bem simples. Quando você começa a planejar um ritual, você já está operando a magia. Pois você está voltando seu pensamento para um objetivo, um pensamento com intenções reais de realização de algo necessário em sua vida. Quando você visualiza, gera e envia essa magia, é quando você exterioriza essa magia, mandando-a para seu alvo – é como se fosse um tiro de revólver, uma vez disparado, não terá volta.

Se você utilizar essa energia para fins medíocres, sórdidos e egoístas, toda magia dentro de você será “programada” para esses fins. Tendo essa energia contida dentro de você, as energias dos Cosmos apenas agiram de acordo com as energias pré-existentes em você. Isso fará com que o Universo conspire de forma sórdida, medíocre e egoísta contigo.

As consequências?

São muitas...
Geração de carma; retorno de todas essas atitudes três vezes a você (lei do três, ou do triplo retorno); sua magia irá ficando escassa, até que um dia você será incapaz de fazer qualquer feitiço; podem ocorrer a privação de algumas atividades motoras... existem inúmeras consequências, nenhuma delas boa!

Depois de tudo o que você leu, o que acha?

Pensem bem no que irão fazer... liberdade sempre, mas primeiramente, RESPONSABILIDADE!!!!

Beijinhos e abençoados sejam....




5 comentários:

Postar um comentário