segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Altares parteII

Olá, se vocês pensam que eu iria esquecer de vocês aqui... é obvio que não!

Hoje é dia 4 de Setembro de 2009, agora são exatamente 12:56, acabei de chegar em Vitória, falei com o mar e minha vontade é voltar agora mesmo. Sei que esse fim de semana será difícil! Mas, sabem como é né, provações existem e nós precisamos passar por elas!

Durante a viagem terminei de ler um livro maravilhoso! E pretendo mais tarde ir a uma livraria comprar um novo!

Mal cheguei e já ganhei um presente, sai do carro, morrendo de saudade do mar, andei, molhei os pés e conversei com o Deus e a Deusa. Eis que estava ali me esperando: um pedaço de coral! Lindo! Vai pro meu altar...

Falando em altar, vou escrever mais um pouquinho sobre ele hoje!

Nós, pagãos, cultuamos a natureza. Não temos templos e maga-estruturas para adorarmos nossas deidades. Isso é fato!

O que podemos fazer então? Adorar nos dois maiores santuários do universo:

1). Em conjunto com a natureza, montando nossos altares móveis e convidando as forças da natureza para participar de nossos encantamentos.

2). Na nossa casa, que é onde nossas energias estão impregnadas.

Como eu já falei na postagem anterior: “Uma pincelada em torno dos Altares”, não é legal você montar seu altar em locais “à vista”. Pois eles precisam ficar em locais tranquilos, onde estão envoltos de energia familiar e pessoal.

Eles são o coração de qualquer ritual, o ponto central. Devem ficar localizados no local certo. Como saber? 

Use a sua intuição! Para você se guiar, posso citar um exemplo: sabe quando a sua casa está toda arrumada e que você olha para aquele sofá, ele não parece estar no lugar correto.

Então você mudar de posição até encontrar a posição que o agrada. É justamente isso que você deve sentir!

Enfeita-los com flores, jarros, e coisas que te atrair... isso serve até para os instrumentos que você porá nele. Lembre-se que esse é o local que você reservou para comungar com as energias superiores.

No caso dos altares interiores você pode fazê-lo de qualquer forma. Você pode reservar um cantinho no chão, uma mesinha, uma prateleira... você escolhe.

Hoje podemos encontrar velas de sete dias de todas as cores. Elas além de durarem mais, também são consideradas mais seguras. Os talismãs também são uma boa pedida! E diariamente, é aconselhável, acender um incenso. Para ajudar a vocês com a fragrância usar vou dar-lhes umas dicas:

Amêndoa: sabedoria
Cedro: purificação, dinheiro e cura
Cereja: amor
Canela: espiritualidade, cura e proteção
Coco: proteção, relaxamento, impulso sexual reduzido
Olíbano: espiritualidade, proteção e exorcismo
Gardênia: cura, espiritualidade, paz e amor
Jasmim: amor, sorte e dinheiro
Limão: purificação e amor
Lótus: espiritualidade e proteção
Almíscar: paixão e coragem
Mirra: espiritualidade, proteção, cura e exorcismo
Patchuli: amor, paixão e dinheiro
Pinho: purificação, dinheiro e proteção
Rosa:amor, cura, proteção e sorte
Sândalo: espiritualidade, proteção e cura
Baunilha: amor

Não importa se o incenso é em vareta, cone ou pó. Se você quiser fazer mesmo o seu, também pode! Só assegure-se de que reduziu todos os ingrediente à pó!

Outra coisa que é importante fazer é deixar seus instrumentos mágicos, mesmo que não expostos, próximos ao seu altar. Pois eles receberão suas energias da sua casa e se ligarão intimamente com o bem-estar.

Podemos atrair as energias específicas dos elementos por intermédio de suas representações.

• Ar: inteligência e organização da casa. Representado pelo incenso.

• Fogo: calor, paixão, proteção, energia e saúde. Representado pela lamparina, velas, pedaço de rocha vulcânica.

• Água: amor, satisfação, espiritualidade, mediunidade e união familiar. Representado pela própria água (de fonte)

• Terra: estabilidade, força física, dinheiro, alimento e deixa a atmosfera de seu lar mais aconchegante. Representado pela própria terra, sal.

Imagens ou representações também são muito comuns, você pode eleger um guardião para sua casa. Esse guardião irá protege-la contra os males físicos e não-físicos.

Você consagra o seu protetor e depois segure-o com sua mão projetiva e o impregna com seu poder pessoal, veja-o protegendo a sua casa com as armas (caso tenha), visualize sua energia passando para ele enchendo-o de personalidade, implacável, autoritário, amoroso, gentil, firme e leal. Você precisa saber e ver que ele a protege. Agora fale com ele: “Proteja esta casa e todos que vivem nela. Não permita que ninguém com sentimentos invejosos, destrutivos ou perigosos ente nela. Cresça em poder!” depois disso sempre o lembre de sua obrigação, mantendo-o em um local de destaque!!!

Seu altar deve estar limpo e organizado, pois ele te reflete, e as energias das deidades não conseguirão fluir livremente. Limpe, defume evoque as forças das deidades, dos elementos e peça para que eles abençoem o eu altar, você e sua casa.

Bem, espero que tenham gostado! Em breve retornarei com mais um tema que creio interessar vocês...

Bênçãos e beijinhos!!!!!!!!!

0 comentários:

Postar um comentário