segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Uma pincelada em torno da magia parte II...

O universo pessoal é composto de Mente Consciente, Mente Psíquica e Corpo. A magia não é nada mais do que a interação da Mente (consciente e psíquica) e Corpo, ela eleva seu poder para dimensões inimagináveis.

Meu poder? Então quer dizer que eu tenho poder?

É obvio que você tem poder! O poder ao qual eu me refiro é o mesmo que você usa para andar,
abrir os olhos, imaginar, comer e qualquer ação involuntária de seu corpo. Quando você
exterioriza esse poder e direciona, é que a magia entra em ação. E não é nada mais que isso.

E quando a magia acontece, como é que é esse lance de magia?

É bem simples, o que é oração? Segundo o dicionário Aurélio, oração significa súplica religiosa, reza. Tendo uma visão mais religiosa é a interação entre você e o divino. Para nós wiccanos também é um ato mágico. Porque você utiliza-se de seu corpo e mente, para contatar as energias das divindades.

A magia, para nós é um dom. Seria uma blasfêmia não utiliza-la para tornar nosso meio mais harmônico.

Nossa!!! Mas como é simples!!!

É sim! Só o fato de você cozinhar pode ser um ato mágico.

Você deve estar habituado a pensar que a magia é como nas estórias e filmes de contos de fadas, uma nuvem brilhosa que transforma em fração de segundos a gata borralheira em princesa.

A magia acontece como numa dieta, você não irá perder dez quilos em um mês, mas é possível perder um quilo em uma semana. Tudo no mundo palpável é feito gradativamente. As mudanças ocorrerão, nos casos mais simples, do dia para a noite; nos casos mais complexos de forma mais lenta. Também não podemos esquecer que é necessária a manutenção (bem como na dieta, para que você não recupere os quilinhos indesejáveis), até em magias mais complexas, como o ritual de autodedicação é preciso uma renovação, nesse caso, indica-se anualmente.

Citarei alguns pontos importantes para o exercício de magia, são eles:

Não se esqueça de que ela é natural;

Somente usada para o BEM. Em hipótese alguma pode prejudicar você, ou a qualquer semelhante. Caso isso aconteça, se voltará contra você, e te destruirá;

Serem realizadas com as visualizações devidas, se você não consegue, utilize-se de emoções e sentimentos. Porque se não, o seu encantamento não será bem sucedido, pois não haverá direcionamento;

O círculo mágico mais importante e eficiente de sua vida é o seu lar, tome os devidos cuidados para que as forças positivas fluam nele, pois isso é de vital importância para sua vida e para os feitiços realizados em seu interior;

Seus encantamentos devem condizer com o praticante (no caso você), não exite em modificá-los, para atender seus objetivos e/ou deixa-lo mais à vontade. Mas muito cuidado, para não alterar sua estrutura básica, isso pode fazer com que sejam ineficientes.

Agora um encantamento fácil, elaborado por Scott Cunningham e David Harrington para a proteção de sua casa e de seus inquilinos (pode mudar inquilinos para você mesmo e sua família), ele deve ser feito dentro dela.

Qualquer malefício contra esse lugar
Ou contra aquele que o alugar
(Ou contra aquele que a habita)
Será lançado para longe
E devolvido para àquele que o lançar
Eu invoco agora a regra do três
Este meu desejo, portanto que seja assim.

Espero que tenham gostado e entendido mais um pouquinho sobre a magia!

Beijinhos abençoados sejam!

Até o próximo post!


1 comentários:

Postar um comentário