sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Canalizando o poder para a terra...

Poxa gente!

No comments... sério! Os comentários me deixaram sem fala :’)

Nossa, como estou feiz! Nossa, nossa, nossa!!! Vocês me enchem de alegria e realização! Muito obrigada! Muito obrigada mesmo!

Agora vamos ao que interessa!


Canalizando o Poder para a Terra

Uma vez que tenha enviado a energia, resíduos de poder normalmente se agitam ao seu redor. Pode haver ainda alguns sinais dentro do círculo. Eles devem ser terrados ou reprogramados para que retornem suavemente à sua origem. Mesmo sem praticar a magia é aconselhável fazer esse passo, especialmente quando na forma de refeição, também possui aspectos sagrados.

Por partirem da terra os alimentos são uma forma verdadeira de comunhão. Pode ser um lanchinho (para praticantes solitários, como eu), ou um banquete (para convéns). Você deve abençoá-la antes de comer. Antes de comer, deixe a sua oferenda (derrame uma parte do líquido e separe uma parte do sólido, enterre após o ritual).

Podemos fazer também, segurar no alto de sua cabeça instrumentos como: uma pedra, pentagrama e athame; visualize uma bruma roxa pairando no ar e dentro de você, erga em cima de sua cabeça absorvendo o excesso de energia.


Agradecendo aos Deuses


É você agradecer a presença e freqüência d’Eles em seu ritual. É dá-los permissão para partir.

Você pode fazer isso de maneira bem simples: da mesma forma que você os convocou. Com gestos, dança, textos etc e tal.

Agradeça pela sua presença e sua atenção e peça que eles retornem.


Quebrando o Círculo


É o ato de devolver à esse mundo o cômodo ou o local onde foi feito sei ritual.

Agradeça aos guardiões por comparecerem, fique de pé diante do altar novamente. Erga sua mão receptiva (oposta a projetiva, mão que recebemos energia para nossos corpos). Visualize-se absorvendo a energia que originou o círculo, sinta a energia penetrando em seu corpo. Esse modo de desfazer o círculo é referente ao primeiro ritual de criação do mesmo, no tópico “Criação do Espaço Sagrado”.

Podemos cortar o círculo com a athame visualizando o poder sendo absolvido pela lâmina.

Também é indicado o seguinte método: se você criou seu círculo caminhando no sentido horário, por exemplo, encerre no sentido anti-horário da mesma forma que criou, só que dessa vez, lentamente e visualizando o seu corpo puxando essa energia.

É necessário que você remova todas as flores, pedras e, se for o caso, desfaça o altar. Seja qual método que utilizar, agradeça os guardiões por sua presença e peça para que eles protejam seus ritos futuros.

É importante você saber: guarde seus instrumentos rituais. Se utilizou sal guarde-o para uso futuro, a água pode ser derramada sobre o solo, as oferendas no prato virgem (pote de liberações) devem ser enterradas, bem como as cinzas dos incensos e restos de cera de valas. Apague as velas por último, utiliza-se de abafador, pontas dos dedos ou a bolline; nunca assopre, as salamandras (entidades do fogo) ficam verdadeiramente ofendidos quando isso acontece. Comece apagando as do guardiões e depois a do Deus e por último a da Deusa.

Prontinho! Rito encerrado!!!


Que os Deuses abençôem seus ritos e que abram suas mentes para uma relação magnífica com eles... até o próximo post!!!




Estes ultimos posts foram adaptações de um livro do autor Scott Cunningham

0 comentários:

Postar um comentário